Note: The Rootsweb Mailing Lists will be shut down on April 6, 2023.
RootsWeb.com Mailing Lists
Previous Page      Next Page
Total: 40/126
    1. ARQUIVO MUNICIPAL DE RIO DE CONTAS
    2. Cleber ���� ����
    3. ARQUIVO MUNICIPAL DE RIO DE CONTAS http://www.riodecontas.ba.gov.br/admin/app_index.php?chave=de9c186052882f0b1b3e23243cadaa73be22dfb9&acao=exibir_composicao histórico 25.08.2005 O Arquivo Municipal de Rio de Contas surgiu da preocupação de vários Órgãos de descobrir e preservar toda a riqueza histórico-cultural de Rio de Contas, como fruto do Plano de Atuação interdisciplinar e interinstitucional para o desenvolvimento de Rio de Contas, assinado em Salvador. Este acordo envolvia vários Órgãos das esferas: Federal, Estadual, a Prefeitura Municipal de Rio de Contas e o Conselho Comunitário Riocontense, e tinha como carro chefe a Fundação Nacional Pró-Memória, representada pela Profa. Clara Andrade Alvim e o IPHAN. Por volta de 1982 a 1984, Técnicos da Secretaria de Minas e Energia e do Museu Geológico da Bahia aqui estiveram numa tentativa de localizar documentos de interesse para o setor, entretanto pouco se sabe sobre a sua existência. A primeira medida adotada pela equipe foi solicitar uma autorização do Juiz de Direito da Comarca de Rio de Contas para manusear e transportar para outro local, documentos antigos da repartição, que se encontravam num depósito do Fórum local. O mesmo ocorreu com outros documentos provenientes do IBGE, da Prefeitura e da Câmara Municipal, que foram solicitados às respectivas instituições. A Fundação Nacional Pró-Memória - FNPM designou o Conselho Comunitário Riocontense para acompanhar as ações de transporte e acondicionamento do material bem como as atividades pertinentes à limpeza, seleção, organização e identificação posteriores (assunto, procedência etc.). A Prefeitura Municipal destinou uma sala para a remoção dos documentos, que ficaram sob guarda e responsabilidade do Conselho Comunitário Riocontense, a quem competiu também, o acompanhamento e supervisão das atividades e o repasse dos recursos provenientes da FNPM aos executores das ações. As atividades ocorreram durante alguns anos, sob a orientação da FNPM/IPHAN e do Arquivo Público do Estado da Bahia. Mais tarde, com a extinção da FNPM, o IPHAN e o APEB apresentaram as propostas para a Municipalização do Arquivo e o Decreto nº 10/89 de 29 de agosto de 1989 oficializou a criação. O acervo documental existente no Arquivo Municipal de Rio de Contas encontra-se aberto à pesquisa, visitas e exposições. Aí é possível consultar documentos de 1724 a 1992. Entre estes se encontram: Cartas de alforria, Matrícula de Escravos, Decretos do Império, Sentença Cível de Divórcio Perpétuo, Inventários, Testamentos Processos Crime, etc. Entre os documentos particulares existem correspondências pessoais, correspondências dirigidas a autoridades diversas, correspondências do Clube Rio Contense, como a carta de agradecimento de pêsames da viúva do grande jurista baiano Rui Barbosa. Há ainda uma Biblioteca de apoio e um pequeno acervo fotográfico. Desde seu início recebemos doações de documentos, livros, fotografias, etc., e esperamos continuar recebendo as contribuições dos Amigos do Arquivo Municipal. Costumamos receber uma média de 70 visitantes, dentre estes, um percentual de 4% de pesquisadores por mês, incluindo alunos e professores de universidades e outras instituições, curiosos e Autoridades diversas. Atendimento ao público: De 2ª a 6ª feiras – das 08:00 às 13:00 – 14:00 às 17:00 horas. Falar com Maura, Dilma ou Nildete Fonefax: (77) 3475 2091 --------------------------------- Yahoo! Mail Bring photos to life! New PhotoMail makes sharing a breeze.

    02/26/2006 03:29:10
    1. SUBSIDIOS: Norte-americanos no Brasil
    2. Cleber ���� ����
    3. http://international.loc.gov/intldl/brhtml/br-1/br-1-5-2.html#track1 abraco cleber http://www.geocities.com/ferrerabr/pesquisas --------------------------------- Bring words and photos together (easily) with PhotoMail - it's free and works with Yahoo! Mail.

    01/29/2006 10:32:44
    1. SUBSIDIOS: Nao-ANTT
    2. Cleber ���� ����
    3. existem muito bons arquivos, vontade e dinheiro para preservar... a genealogia nao vive so do antt... http://international.loc.gov/intldl/brhtml/br_collections/br_lists/fbncmlTitles1.html abraco cleber http://www.geocities.com/ferrerabr/pesquisas --------------------------------- What are the most popular cars? Find out at Yahoo! Autos

    01/29/2006 10:28:17
    1. Site do Rootsweb
    2. Cleber ���� ����
    3. ola a todos, gostaria de ouvir a opiniao de vcs sobre o site: http://www.rootsweb.com/~brawgw/mapaestados.htm estou seriamente pensando em ajuda-los no que toca a bahia. eles sao serios? existem alguma organizacao por tras deles? obrigado cleber --------------------------------- Yahoo! Photos Got holiday prints? See all the ways to get quality prints in your hands ASAP.

    01/17/2006 01:51:28
    1. Imigracao alema
    2. Cleber ���� ����
    3. alguem sabe pq no site: http://www.rootsweb.com/~brawgw/alemanha/Projeto_imigracao_alema.htm faltas informacao sobre a imigracao alema para outros estados do brasil. queria chamar a atencao para a bahia e o restauro do cemiterio alemao em salvador. cleber --------------------------------- Yahoo! Photos – Showcase holiday pictures in hardcover Photo Books. You design it and we’ll bind it!

    01/17/2006 01:45:26
    1. SUBSIDIOS: Alemaes
    2. Cleber ���� ����
    3. Para quem pesquisas os alemaes no Brasil, notar: "Em 1851, fundou-se em Salvador um cemitério conhecido como Associação Cemitério dos Estrangeiros, que existe até hoje sob o nome de Sociedade Cemitério Federação (idem, ibidem, p. 36). Ainda outro foi criado em 1853, por Lucas Yezler, em São Félix." http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-59702003000100005 cleber --------------------------------- Yahoo! Photos Got holiday prints? See all the ways to get quality prints in your hands ASAP.

    01/17/2006 01:41:08
    1. SUBSIDIOS: Nao-catolicos na Bahia sec XIX
    2. Cleber ���� ����
    3. http://www.uefs.br/sitientibus/sitientibus_21/conflitos_no_campo_religioso_baiano.pdf cleber http://www.geocities.com/ferrerabr/pesquisas --------------------------------- Yahoo! Photos – Showcase holiday pictures in hardcover Photo Books. You design it and we’ll bind it!

    01/17/2006 01:36:10
    1. NG - Genealogia: cristãos-novos, escravos, indios, imigrantes, etc...
    2. Cleber ���� ����
    3. ola a todos, posso filosofar um pouco? sei que nao vai adiantar pedir que nao tomem isso como ofensa mas sim como uma pergunta simples e despretenciosa mas vamos la... tenho visto a quantidade de emails sobre cristaos-novos nas listas de genealogia e quanto o tema interessa a muita gente, as vezes de forma tao apaixonada que beira a obsessao. queria entender pq..!!?? primeiro que o tema em si nao tem muito a ver genealogia em principio ja que documentalmente nao existem muitos assentos que registram o fato de alguem ser cristao novo ou nao. uma vez alguem que ja chegou pra la dos 1500 nas pesquisas dele me disse que nas pesquisas (e ele ja mexeu com muitos livros antigos) muito poucas vezes ele topou com algum registro onde se mencionava a palavra cristao-novo e suas variacoes. penso eu (e sou um simples e muito simples fussador) que uma pesquisa genealogica deveria ir devagar, devagar, quero dizer documentalmente (com todos os problemas de bastardias, etc). todos ja puderam perceber que em genealogia lusitana (incluo o brasil nisso) eh muito dificil estabelecer parentescos por sobrenomes quando vamos alem de duas ou tres geracoes. bom sei que vou despertar a furia de muitos mas deixo muinha duvida: pq tantos emails de cristaos novos se na verdade houveram tao poucos cristao-novos? (em comparacao a africanos e indios ou protestantes ou mouros) e nao venham me falar que um decimo de portugal foi judeu, etc... etc... so pra dar um exemplo a comunidade judaica portuguesa de amsterdam antes da 2a. guerra tinha menos de 5000 almas e no entanto produziu tanta documentacao que temos a impressao que eram muitos. os judeus holandeses nao portugueses chegavam a mais de 70.000 e no entando pensamos que eram menos que os portugueses em relacao a documentacao. isso acho que se aplica a questao dos cristaos-novos tb. sempre houveram "sangramentos"... tem ate um caso de uma judia portuguesa de amsterdam que casou-se com alguem da casa de nassau (nao me lembro muito bem) e portanto alguns membros da casa real holandesa sao judeus (?) mas o que tem a ver com genalogia per si. outra duvida eh a questao de descentendes de africanos e indios... nunca vi uma pergunta sobre o assunto nas listas de genealogia. mesmo para saber de que nacao ou tribo africana a pessoa era tal descendente ou outra parecida. e olha que muitos quilombos e tb registros de africanos indicam a tribo de onde determinado "escravo" era... todos sabemos (eh so ver o gilberto freire) que os brasileiros tem bastante sangue africano e indio e mouro nas veias afinal os senhores frequentavam bastante as senzalas. quando entrei nas listas imaginava que todo mundo se ajudava, dai me disseram que algumas pessoas se aproveitam da boa vontade das outras e ganham dinheiro pelo trabalho dos outros. ok aceitei e fiquei calado. e pensei que talvez as pessoas se preocupassem com os registros que sao o unico meio hoje para continuar uma genealogia seria, dai descobri que pouca gente quer se involver nisso e no desgaste que isso pode trazer ja que muitos nas listas sao descendetnes de imigrante e dentro de duas ou tres geracao ja estao pesquisando fora do pais. fazer o que, sorte deles. agora vejo que muita gente especula, especula chega a conclusoes e comeca a acreditar em algo que nem sempre eh/era verdade. sei que eh dificil chegar a um ponto da pesquisa e descobrir que um parente era "exposto" ou "filho natural" e nao poder seguir e saber quem eram os antepassados apartir desse ponto ou descobrir que justo os livros que deveriam ter os registro de seu antepassado foi perdido e nao foi micr! ofilmado, mas nao temos o que fazer nesses casos somente nos conformarmos e nao comecar a achar que tal ou tal pessoa eh nossa parente soh pq tem o mesmo sobrenome ou pq era judeu ou cristao-novo e como achamos que somos descendentes tb o somos. acho que chega, nao... e por favor nao tomem isso como pessoal em nenhuma instancia. somente como uma inquietacao.e nao me excumunguem das listas dexando de falar comigo ou coisa parecida... e por favor vamos comecar a nos preocupar com a preservacao dos registros e sao nossa maior e unica fonte de pesquisa. abraco cleber http://www.geocities.com/ferrerabr/pesquisas --------------------------------- Yahoo! Photos Got holiday prints? See all the ways to get quality prints in your hands ASAP.

    01/10/2006 09:14:34
    1. SUBSIDIOS: Projeto Resgate em Conte�do Digital, na UnB
    2. Cleber ���� ����
    3. NOTICIA: http://www.cultura.gov.br/noticias/discursos/index.php?p=799&more=1 BASE DE DADOS: http://www.resgate.unb.br/index.html# cleber http://www.geocities.com/ferrerabr/pesquisas --------------------------------- Yahoo! DSL Something to write home about. Just $16.99/mo. or less

    01/10/2006 03:21:58
    1. SUBSIDIOS: Canudos e Quilombos Baianos
    2. Cleber ���� ����
    3. http://www.portfolium.com.br/ cleber http://www.geocities.com/ferrerabr/pesquisas --------------------------------- Yahoo! Photos Ring in the New Year with Photo Calendars. Add photos, events, holidays, whatever.

    01/10/2006 03:06:25
    1. Ferreira
    2. Cleber ���� ����
    3. alguem sabe pq o sobrenome FERREIRA e suas variacoes esta no feminino em portugues, castelhano e italiano, se via de regra eram homens que tinham a profissao de ferreiro? cleber http://www.geocities.com/ferrerabr/pesquisas --------------------------------- Yahoo! Photos – Showcase holiday pictures in hardcover Photo Books. You design it and we’ll bind it!

    01/08/2006 09:16:46
    1. Jornais Baianos ate 1906
    2. Cleber ���� ����
    3. alguem sabe quais eram os jornais em circulacao na bahia ate 1906? grato cleber __________________________________________________ Do You Yahoo!? Tired of spam? Yahoo! Mail has the best spam protection around http://mail.yahoo.com

    12/20/2005 01:16:36
    1. Apontamentos de Padres
    2. Cleber ���� ����
    3. alguem sabe como da pra saber quem era o paroco de cada paroquia em cada epoca? existem registros sobre isso? grato cleber http://www.geocities.com/ferrerabr/pesquisas --------------------------------- Yahoo! Shopping Find Great Deals on Holiday Gifts at Yahoo! Shopping

    12/14/2005 01:21:26
    1. SLC
    2. Eliana Mackley
    3. Cleber éöç÷ ôøøä wrote: >oi eliana, vc conseguiu alguma coisa la em salt lake city nesse final de semana? > >Eliana Mackley <[email protected]> wrote: Cleber éöç÷ ôøøä wrote: > > > >>eliana, vou esperar sua resposta. >>outra coisa vc sabe se tem alguem que saiba portugues e faz pesquisas para quem nao tem acesso aos microfilmes? >>obrigado e boa sorte nas suas pesquisas. >> >>Eliana Mackley wrote: >>Cleber éöç÷ ôøøä wrote: >> >> >> >> >> >>>eliana, concordo plenamente e agradeco por ja terem microfilmado os livros mas dar uma enxugada e reorganizar faria com que muito mais gente que nao tem paciencia para genalogia pudesse completar suas arvores genealogicas. >>>sobre os nomes das cidades acho que nao eh bem como vc disse. da uma olhada em brumado. antes de 1930 era bom jesus dos meiras e no site esta como brumado e os livros sao ate 1922. vc sabe como mudar isso? >>>ah vc sabe tb como vai aquele prjeto de microfilmar os livros da diocese de livramento de nossa senhora? agora os mormons tem autorizacao para microfilmar ate 1950 em sao paulo... >>>abraco >>>cleber >>> >>>Eliana Mackley wrote: >>>Cleber éöç÷ ôøøä wrote: >>> >>> >>> >>> >>> >>> >>> >>>>ola pessoal, >>>>existe algum mormon baiano na lista? >>>>estava olhando o site do family search e vi que na bahia tem muitas localidades com informacoes nao muito corretas e gostaria de saber como corrigir isso. pro exemplo: ituassu consta como registro civil, nao vi os microfilmes mas me parece que sao registro da igreja. outro detalhe eh que tb consta o nome antigo da cidade, brejo grande e o nome com outra grafia. na listagem sao tres cidades que na verdade sao uma so. >>>>atenciosamente >>>>cleber >>>> >>>> >>>> >>>> >>>> >>>> >>>> >>>Cleber, >>>Que eu sei, os nomes das cidades nos microfilmes sao de acordo com o >>>nome que a cidade tinha na epoca que o registro do documento foi feito. >>>Por exemplo, a minha familia e de Tupaciguara, MG, mais no cartorio de >>>Tupaciguara que foi microfilmado estao arquivados os registros de >>>quando o nome da cidade era Terra da Mae de Deus, entao os filmes de >>>documentos antigos daquela epoca, sao cadastrados com o nome da cidade >>>Terra da Mae de Deus--e tambem os registros que estao arquivados em >>>Tupaciguara que sao de uma cidade que existia la perto e hoje nao existe >>>mais, chamada Mato Grosso, tambem estao cadastrado como Mato >>>Grosso--apesar dos documentos se encontrarem arquivados em Tupaciguara. >>>Nao sei porque isso e feito assim, mais eu suspeito que seja porque >>>legalmente a cidade existiu com aquele nome e as pessoas mais antigas, >>>as quais geralmente sao as que dao mais informacao sobre as pessoas mais antigas, vao dar os nomes daquela cidade e nao o nome moderno da >>>cidade. Mais isso e so minha suspeita sobre esse assunto, na verdade eu >>>nao sei qual o real motivo disso, se e por causa da lei ou pra facilitar >>>as pesquisas eu nao sei, mais o mais importante e que pelo menos os >>>documentos foram microfilmados, nao e mesmo? Quanto aos registros civil >>>estarem misturados com o da Igreja, tem o mesma coisa em Tupaciguara, e >>>isso foi porque muito antigamente em alguns lugares o casamento civil >>>era tambem feito pelo padre na Igreja ou na casa dos noivos, nesse caso >>>o mesmo documento servia para o civil e para efetuar a ceremonia >>>religiosa, mais era o mesmo documento. Tem so poucos desse tipo de >>>documentos em Tupaciguara, mais existe eles dessa maneira---parece que >>>foi um periodo que isso era comum. >>> >>>Sinceramente, >>>Eliana >>> >>>Boa Sorte, >>>Eliana >>> >>>--------------------------------- >>>Yahoo! FareChase - Search multiple travel sites in one click. >>> >>> >>>============================== >>>Search the US Census Collection. Over 140 million records added in the >>>last 12 months. Largest online collection in the world. Learn more: http://www.ancestry.com/s13965/rd.ashx >>> >>> >>> >>> >>> >>> >>> >>> >>> >>Cleber, >>Vou passar essa informacao pra eles tambem. Quanto a microfilmagem, tem >>um numero muito grande na frente, mais esse final de semana estou indo >>pra Salt Lake City, e vou investigar. O problema e que como te falei >>isso e tudo feito por voluntarios, e a mao de obra e pouca pra >>imensidade dos trabalhos, demora mais um dia e feito. Vou falar com >>eles sobre esse negocio dos nomes da cidade pra eles prestar atencao >>mais sobre isso e ver se tem geito de corrigir. >> >>obrigada pele informacao e boa sorte. >> >>Eliana >> >> >>============================== >>Search the US Census Collection. Over 140 million records added in the >>last 12 months. Largest online collection in the world. Learn more: http://www.ancestry.com/s13965/rd.ashx >> >> >> >> >> >>--------------------------------- >>Yahoo! Personals >>Single? There's someone we'd like you to meet. >>Lots of someones, actually. Try Yahoo! Personals >> >> >>============================== >>Find your ancestors in the Birth, Marriage and Death Records. >>New content added every business day. Learn more: >>http://www.ancestry.com/s13964/rd.ashx >> >> >> >> >> >> >> >Cleber, >Esse fim de semana, quando eu estiver em Salt Lake City, vou perguntar >como que isso pode ser feito pra voce. Deve existir sim, alguem. Se eu >tivesse tempo, eu me voluntariaria, mais tenho criancas pequenas e a >vida muito corrida, entao nao tenho tempo disponivel nessa fase da minha >vida. Inclusive no momento, nem voluntariando mais nao estou, mais >gosto muito desse trabalho e tudo que eu puder fazer mesmo que seja >pouco para ajudar alguem eu esforco pra fazer. >Te dou noticia sobre isso quando eu chegar de Salt Lake. > >Boa sorte. > > >============================== >Find your ancestors in the Birth, Marriage and Death Records. >New content added every business day. Learn more: >http://www.ancestry.com/s13964/rd.ashx > > > > > >--------------------------------- >Yahoo! Shopping > Find Great Deals on Holiday Gifts at Yahoo! Shopping > > >============================== >Search the US Census Collection. Over 140 million records added in the >last 12 months. Largest online collection in the world. Learn more: http://www.ancestry.com/s13965/rd.ashx > > > > > Cleber, Infelizmente devido ao trafico nas rodovias, cheguei em SLC, Sexta-feira depois das 4 horas da tarde, e o departamento que encarregado da microfilmagem ja havia fechado, e nao abre nos Sabados. Segunda-feira, vou telefonar pra eles e conversar com eles em pessoa--te aviso como foi a conversa. Feliz Feriados. Eliana

    12/12/2005 04:21:25
    1. Re: Mormons baianos e Livramento
    2. Cleber ���� ����
    3. oi eliana, vc conseguiu alguma coisa la em salt lake city nesse final de semana? Eliana Mackley <[email protected]> wrote: Cleber éöç÷ ôøøä wrote: >eliana, vou esperar sua resposta. > outra coisa vc sabe se tem alguem que saiba portugues e faz pesquisas para quem nao tem acesso aos microfilmes? > obrigado e boa sorte nas suas pesquisas. > >Eliana Mackley wrote: > Cleber éöç÷ ôøøä wrote: > > > >>eliana, concordo plenamente e agradeco por ja terem microfilmado os livros mas dar uma enxugada e reorganizar faria com que muito mais gente que nao tem paciencia para genalogia pudesse completar suas arvores genealogicas. >>sobre os nomes das cidades acho que nao eh bem como vc disse. da uma olhada em brumado. antes de 1930 era bom jesus dos meiras e no site esta como brumado e os livros sao ate 1922. vc sabe como mudar isso? >>ah vc sabe tb como vai aquele prjeto de microfilmar os livros da diocese de livramento de nossa senhora? agora os mormons tem autorizacao para microfilmar ate 1950 em sao paulo... >>abraco >>cleber >> >>Eliana Mackley wrote: >>Cleber éöç÷ ôøøä wrote: >> >> >> >> >> >>>ola pessoal, >>>existe algum mormon baiano na lista? >>>estava olhando o site do family search e vi que na bahia tem muitas localidades com informacoes nao muito corretas e gostaria de saber como corrigir isso. pro exemplo: ituassu consta como registro civil, nao vi os microfilmes mas me parece que sao registro da igreja. outro detalhe eh que tb consta o nome antigo da cidade, brejo grande e o nome com outra grafia. na listagem sao tres cidades que na verdade sao uma so. >>>atenciosamente >>>cleber >>> >>> >>> >>> >>> >>Cleber, >>Que eu sei, os nomes das cidades nos microfilmes sao de acordo com o >>nome que a cidade tinha na epoca que o registro do documento foi feito. >>Por exemplo, a minha familia e de Tupaciguara, MG, mais no cartorio de >>Tupaciguara que foi microfilmado estao arquivados os registros de >>quando o nome da cidade era Terra da Mae de Deus, entao os filmes de >>documentos antigos daquela epoca, sao cadastrados com o nome da cidade >>Terra da Mae de Deus--e tambem os registros que estao arquivados em >>Tupaciguara que sao de uma cidade que existia la perto e hoje nao existe >>mais, chamada Mato Grosso, tambem estao cadastrado como Mato >>Grosso--apesar dos documentos se encontrarem arquivados em Tupaciguara. >>Nao sei porque isso e feito assim, mais eu suspeito que seja porque >>legalmente a cidade existiu com aquele nome e as pessoas mais antigas, >>as quais geralmente sao as que dao mais informacao sobre as pessoas mais antigas, vao dar os nomes daquela cidade e nao o nome moderno da >>cidade. Mais isso e so minha suspeita sobre esse assunto, na verdade eu >>nao sei qual o real motivo disso, se e por causa da lei ou pra facilitar >>as pesquisas eu nao sei, mais o mais importante e que pelo menos os >>documentos foram microfilmados, nao e mesmo? Quanto aos registros civil >>estarem misturados com o da Igreja, tem o mesma coisa em Tupaciguara, e >>isso foi porque muito antigamente em alguns lugares o casamento civil >>era tambem feito pelo padre na Igreja ou na casa dos noivos, nesse caso >>o mesmo documento servia para o civil e para efetuar a ceremonia >>religiosa, mais era o mesmo documento. Tem so poucos desse tipo de >>documentos em Tupaciguara, mais existe eles dessa maneira---parece que >>foi um periodo que isso era comum. >> >>Sinceramente, >>Eliana >> >>Boa Sorte, >>Eliana >> >>--------------------------------- >>Yahoo! FareChase - Search multiple travel sites in one click. >> >> >>============================== >>Search the US Census Collection. Over 140 million records added in the >>last 12 months. Largest online collection in the world. Learn more: http://www.ancestry.com/s13965/rd.ashx >> >> >> >> >> >> >> >Cleber, >Vou passar essa informacao pra eles tambem. Quanto a microfilmagem, tem >um numero muito grande na frente, mais esse final de semana estou indo >pra Salt Lake City, e vou investigar. O problema e que como te falei >isso e tudo feito por voluntarios, e a mao de obra e pouca pra >imensidade dos trabalhos, demora mais um dia e feito. Vou falar com >eles sobre esse negocio dos nomes da cidade pra eles prestar atencao >mais sobre isso e ver se tem geito de corrigir. > >obrigada pele informacao e boa sorte. > >Eliana > > >============================== >Search the US Census Collection. Over 140 million records added in the >last 12 months. Largest online collection in the world. Learn more: http://www.ancestry.com/s13965/rd.ashx > > > > > >--------------------------------- > Yahoo! Personals > Single? There's someone we'd like you to meet. > Lots of someones, actually. Try Yahoo! Personals > > >============================== >Find your ancestors in the Birth, Marriage and Death Records. >New content added every business day. Learn more: >http://www.ancestry.com/s13964/rd.ashx > > > > > Cleber, Esse fim de semana, quando eu estiver em Salt Lake City, vou perguntar como que isso pode ser feito pra voce. Deve existir sim, alguem. Se eu tivesse tempo, eu me voluntariaria, mais tenho criancas pequenas e a vida muito corrida, entao nao tenho tempo disponivel nessa fase da minha vida. Inclusive no momento, nem voluntariando mais nao estou, mais gosto muito desse trabalho e tudo que eu puder fazer mesmo que seja pouco para ajudar alguem eu esforco pra fazer. Te dou noticia sobre isso quando eu chegar de Salt Lake. Boa sorte. ============================== Find your ancestors in the Birth, Marriage and Death Records. New content added every business day. Learn more: http://www.ancestry.com/s13964/rd.ashx --------------------------------- Yahoo! Shopping Find Great Deals on Holiday Gifts at Yahoo! Shopping

    12/11/2005 11:57:36
    1. Re: [BRAZIL-BA] Re: Mormons baianos e Livramento
    2. Eliana Mackley
    3. Cleber éöç÷ ôøøä wrote: >eliana, vou esperar sua resposta. > outra coisa vc sabe se tem alguem que saiba portugues e faz pesquisas para quem nao tem acesso aos microfilmes? > obrigado e boa sorte nas suas pesquisas. > >Eliana Mackley <[email protected]> wrote: > Cleber éöç÷ ôøøä wrote: > > > >>eliana, concordo plenamente e agradeco por ja terem microfilmado os livros mas dar uma enxugada e reorganizar faria com que muito mais gente que nao tem paciencia para genalogia pudesse completar suas arvores genealogicas. >>sobre os nomes das cidades acho que nao eh bem como vc disse. da uma olhada em brumado. antes de 1930 era bom jesus dos meiras e no site esta como brumado e os livros sao ate 1922. vc sabe como mudar isso? >>ah vc sabe tb como vai aquele prjeto de microfilmar os livros da diocese de livramento de nossa senhora? agora os mormons tem autorizacao para microfilmar ate 1950 em sao paulo... >>abraco >>cleber >> >>Eliana Mackley wrote: >>Cleber éöç÷ ôøøä wrote: >> >> >> >> >> >>>ola pessoal, >>>existe algum mormon baiano na lista? >>>estava olhando o site do family search e vi que na bahia tem muitas localidades com informacoes nao muito corretas e gostaria de saber como corrigir isso. pro exemplo: ituassu consta como registro civil, nao vi os microfilmes mas me parece que sao registro da igreja. outro detalhe eh que tb consta o nome antigo da cidade, brejo grande e o nome com outra grafia. na listagem sao tres cidades que na verdade sao uma so. >>>atenciosamente >>>cleber >>> >>> >>> >>> >>> >>Cleber, >>Que eu sei, os nomes das cidades nos microfilmes sao de acordo com o >>nome que a cidade tinha na epoca que o registro do documento foi feito. >>Por exemplo, a minha familia e de Tupaciguara, MG, mais no cartorio de >>Tupaciguara que foi microfilmado estao arquivados os registros de >>quando o nome da cidade era Terra da Mae de Deus, entao os filmes de >>documentos antigos daquela epoca, sao cadastrados com o nome da cidade >>Terra da Mae de Deus--e tambem os registros que estao arquivados em >>Tupaciguara que sao de uma cidade que existia la perto e hoje nao existe >>mais, chamada Mato Grosso, tambem estao cadastrado como Mato >>Grosso--apesar dos documentos se encontrarem arquivados em Tupaciguara. >>Nao sei porque isso e feito assim, mais eu suspeito que seja porque >>legalmente a cidade existiu com aquele nome e as pessoas mais antigas, >>as quais geralmente sao as que dao mais informacao sobre as pessoas mais antigas, vao dar os nomes daquela cidade e nao o nome moderno da >>cidade. Mais isso e so minha suspeita sobre esse assunto, na verdade eu >>nao sei qual o real motivo disso, se e por causa da lei ou pra facilitar >>as pesquisas eu nao sei, mais o mais importante e que pelo menos os >>documentos foram microfilmados, nao e mesmo? Quanto aos registros civil >>estarem misturados com o da Igreja, tem o mesma coisa em Tupaciguara, e >>isso foi porque muito antigamente em alguns lugares o casamento civil >>era tambem feito pelo padre na Igreja ou na casa dos noivos, nesse caso >>o mesmo documento servia para o civil e para efetuar a ceremonia >>religiosa, mais era o mesmo documento. Tem so poucos desse tipo de >>documentos em Tupaciguara, mais existe eles dessa maneira---parece que >>foi um periodo que isso era comum. >> >>Sinceramente, >>Eliana >> >>Boa Sorte, >>Eliana >> >>--------------------------------- >>Yahoo! FareChase - Search multiple travel sites in one click. >> >> >>============================== >>Search the US Census Collection. Over 140 million records added in the >>last 12 months. Largest online collection in the world. Learn more: http://www.ancestry.com/s13965/rd.ashx >> >> >> >> >> >> >> >Cleber, >Vou passar essa informacao pra eles tambem. Quanto a microfilmagem, tem >um numero muito grande na frente, mais esse final de semana estou indo >pra Salt Lake City, e vou investigar. O problema e que como te falei >isso e tudo feito por voluntarios, e a mao de obra e pouca pra >imensidade dos trabalhos, demora mais um dia e feito. Vou falar com >eles sobre esse negocio dos nomes da cidade pra eles prestar atencao >mais sobre isso e ver se tem geito de corrigir. > >obrigada pele informacao e boa sorte. > >Eliana > > >============================== >Search the US Census Collection. Over 140 million records added in the >last 12 months. Largest online collection in the world. Learn more: http://www.ancestry.com/s13965/rd.ashx > > > > > >--------------------------------- > Yahoo! Personals > Single? There's someone we'd like you to meet. > Lots of someones, actually. Try Yahoo! Personals > > >============================== >Find your ancestors in the Birth, Marriage and Death Records. >New content added every business day. Learn more: >http://www.ancestry.com/s13964/rd.ashx > > > > > Cleber, Esse fim de semana, quando eu estiver em Salt Lake City, vou perguntar como que isso pode ser feito pra voce. Deve existir sim, alguem. Se eu tivesse tempo, eu me voluntariaria, mais tenho criancas pequenas e a vida muito corrida, entao nao tenho tempo disponivel nessa fase da minha vida. Inclusive no momento, nem voluntariando mais nao estou, mais gosto muito desse trabalho e tudo que eu puder fazer mesmo que seja pouco para ajudar alguem eu esforco pra fazer. Te dou noticia sobre isso quando eu chegar de Salt Lake. Boa sorte.

    12/07/2005 11:13:13
    1. Re: [BRAZIL-BA] Re: Mormons baianos e Livramento
    2. Cleber ���� ����
    3. eliana, vou esperar sua resposta. outra coisa vc sabe se tem alguem que saiba portugues e faz pesquisas para quem nao tem acesso aos microfilmes? obrigado e boa sorte nas suas pesquisas. Eliana Mackley <[email protected]> wrote: Cleber éöç÷ ôøøä wrote: >eliana, concordo plenamente e agradeco por ja terem microfilmado os livros mas dar uma enxugada e reorganizar faria com que muito mais gente que nao tem paciencia para genalogia pudesse completar suas arvores genealogicas. > sobre os nomes das cidades acho que nao eh bem como vc disse. da uma olhada em brumado. antes de 1930 era bom jesus dos meiras e no site esta como brumado e os livros sao ate 1922. vc sabe como mudar isso? > ah vc sabe tb como vai aquele prjeto de microfilmar os livros da diocese de livramento de nossa senhora? agora os mormons tem autorizacao para microfilmar ate 1950 em sao paulo... > abraco > cleber > >Eliana Mackley wrote: > Cleber éöç÷ ôøøä wrote: > > > >>ola pessoal, >>existe algum mormon baiano na lista? >>estava olhando o site do family search e vi que na bahia tem muitas localidades com informacoes nao muito corretas e gostaria de saber como corrigir isso. pro exemplo: ituassu consta como registro civil, nao vi os microfilmes mas me parece que sao registro da igreja. outro detalhe eh que tb consta o nome antigo da cidade, brejo grande e o nome com outra grafia. na listagem sao tres cidades que na verdade sao uma so. >>atenciosamente >>cleber >> >> >> >Cleber, >Que eu sei, os nomes das cidades nos microfilmes sao de acordo com o >nome que a cidade tinha na epoca que o registro do documento foi feito. >Por exemplo, a minha familia e de Tupaciguara, MG, mais no cartorio de >Tupaciguara que foi microfilmado estao arquivados os registros de >quando o nome da cidade era Terra da Mae de Deus, entao os filmes de >documentos antigos daquela epoca, sao cadastrados com o nome da cidade >Terra da Mae de Deus--e tambem os registros que estao arquivados em >Tupaciguara que sao de uma cidade que existia la perto e hoje nao existe >mais, chamada Mato Grosso, tambem estao cadastrado como Mato >Grosso--apesar dos documentos se encontrarem arquivados em Tupaciguara. >Nao sei porque isso e feito assim, mais eu suspeito que seja porque >legalmente a cidade existiu com aquele nome e as pessoas mais antigas, >as quais geralmente sao as que dao mais informacao sobre as pessoas mais antigas, vao dar os nomes daquela cidade e nao o nome moderno da >cidade. Mais isso e so minha suspeita sobre esse assunto, na verdade eu >nao sei qual o real motivo disso, se e por causa da lei ou pra facilitar >as pesquisas eu nao sei, mais o mais importante e que pelo menos os >documentos foram microfilmados, nao e mesmo? Quanto aos registros civil >estarem misturados com o da Igreja, tem o mesma coisa em Tupaciguara, e >isso foi porque muito antigamente em alguns lugares o casamento civil >era tambem feito pelo padre na Igreja ou na casa dos noivos, nesse caso >o mesmo documento servia para o civil e para efetuar a ceremonia >religiosa, mais era o mesmo documento. Tem so poucos desse tipo de >documentos em Tupaciguara, mais existe eles dessa maneira---parece que >foi um periodo que isso era comum. > >Sinceramente, >Eliana > >Boa Sorte, >Eliana > >--------------------------------- > Yahoo! FareChase - Search multiple travel sites in one click. > > >============================== >Search the US Census Collection. Over 140 million records added in the >last 12 months. Largest online collection in the world. Learn more: http://www.ancestry.com/s13965/rd.ashx > > > > > Cleber, Vou passar essa informacao pra eles tambem. Quanto a microfilmagem, tem um numero muito grande na frente, mais esse final de semana estou indo pra Salt Lake City, e vou investigar. O problema e que como te falei isso e tudo feito por voluntarios, e a mao de obra e pouca pra imensidade dos trabalhos, demora mais um dia e feito. Vou falar com eles sobre esse negocio dos nomes da cidade pra eles prestar atencao mais sobre isso e ver se tem geito de corrigir. obrigada pele informacao e boa sorte. Eliana ============================== Search the US Census Collection. Over 140 million records added in the last 12 months. Largest online collection in the world. Learn more: http://www.ancestry.com/s13965/rd.ashx --------------------------------- Yahoo! Personals Single? There's someone we'd like you to meet. Lots of someones, actually. Try Yahoo! Personals

    12/07/2005 04:48:37
    1. Re: [BRAZIL-BA] Re: Mormons baianos e Livramento
    2. Eliana Mackley
    3. Cleber éöç÷ ôøøä wrote: >eliana, concordo plenamente e agradeco por ja terem microfilmado os livros mas dar uma enxugada e reorganizar faria com que muito mais gente que nao tem paciencia para genalogia pudesse completar suas arvores genealogicas. > sobre os nomes das cidades acho que nao eh bem como vc disse. da uma olhada em brumado. antes de 1930 era bom jesus dos meiras e no site esta como brumado e os livros sao ate 1922. vc sabe como mudar isso? > ah vc sabe tb como vai aquele prjeto de microfilmar os livros da diocese de livramento de nossa senhora? agora os mormons tem autorizacao para microfilmar ate 1950 em sao paulo... > abraco > cleber > >Eliana Mackley <[email protected]> wrote: > Cleber éöç÷ ôøøä wrote: > > > >>ola pessoal, >>existe algum mormon baiano na lista? >>estava olhando o site do family search e vi que na bahia tem muitas localidades com informacoes nao muito corretas e gostaria de saber como corrigir isso. pro exemplo: ituassu consta como registro civil, nao vi os microfilmes mas me parece que sao registro da igreja. outro detalhe eh que tb consta o nome antigo da cidade, brejo grande e o nome com outra grafia. na listagem sao tres cidades que na verdade sao uma so. >>atenciosamente >>cleber >> >> >> >Cleber, >Que eu sei, os nomes das cidades nos microfilmes sao de acordo com o >nome que a cidade tinha na epoca que o registro do documento foi feito. >Por exemplo, a minha familia e de Tupaciguara, MG, mais no cartorio de >Tupaciguara que foi microfilmado estao arquivados os registros de >quando o nome da cidade era Terra da Mae de Deus, entao os filmes de >documentos antigos daquela epoca, sao cadastrados com o nome da cidade >Terra da Mae de Deus--e tambem os registros que estao arquivados em >Tupaciguara que sao de uma cidade que existia la perto e hoje nao existe >mais, chamada Mato Grosso, tambem estao cadastrado como Mato >Grosso--apesar dos documentos se encontrarem arquivados em Tupaciguara. >Nao sei porque isso e feito assim, mais eu suspeito que seja porque >legalmente a cidade existiu com aquele nome e as pessoas mais antigas, >as quais geralmente sao as que dao mais informacao sobre as pessoas mais antigas, vao dar os nomes daquela cidade e nao o nome moderno da >cidade. Mais isso e so minha suspeita sobre esse assunto, na verdade eu >nao sei qual o real motivo disso, se e por causa da lei ou pra facilitar >as pesquisas eu nao sei, mais o mais importante e que pelo menos os >documentos foram microfilmados, nao e mesmo? Quanto aos registros civil >estarem misturados com o da Igreja, tem o mesma coisa em Tupaciguara, e >isso foi porque muito antigamente em alguns lugares o casamento civil >era tambem feito pelo padre na Igreja ou na casa dos noivos, nesse caso >o mesmo documento servia para o civil e para efetuar a ceremonia >religiosa, mais era o mesmo documento. Tem so poucos desse tipo de >documentos em Tupaciguara, mais existe eles dessa maneira---parece que >foi um periodo que isso era comum. > >Sinceramente, >Eliana > >Boa Sorte, >Eliana > >--------------------------------- > Yahoo! FareChase - Search multiple travel sites in one click. > > >============================== >Search the US Census Collection. Over 140 million records added in the >last 12 months. Largest online collection in the world. Learn more: http://www.ancestry.com/s13965/rd.ashx > > > > > Cleber, Vou passar essa informacao pra eles tambem. Quanto a microfilmagem, tem um numero muito grande na frente, mais esse final de semana estou indo pra Salt Lake City, e vou investigar. O problema e que como te falei isso e tudo feito por voluntarios, e a mao de obra e pouca pra imensidade dos trabalhos, demora mais um dia e feito. Vou falar com eles sobre esse negocio dos nomes da cidade pra eles prestar atencao mais sobre isso e ver se tem geito de corrigir. obrigada pele informacao e boa sorte. Eliana

    12/05/2005 01:40:38
    1. NG: Lingua portuguesa: Galiza-Portugal
    2. Cleber ���� ����
    3. sobre a discussao da lingua portuguesa no brasil... e em outros lugares... 4 DE NOVEMBRO DE 2005 AMIZADE E MDL ENVIAM PETIÇÃO AO PARLAMENTO EUROPEU EM DEFESA DA UNIDADE DA LÍNGUA A Associação de Amizade Galiza-Portugal (AAG-P) e o Movimento Defesa da Língua (MDL), apoiados por mais de 200 intelectuais, professores, escritores e cidadãos de diferentes profissões enviaram hoje uma Petição ao Parlamento Europeu, aos grupos parlamentares europeus e ao Presidente da Comissão Europeia, em que solicitaram o reconhecimento da unidade da língua portuguesa, comum à Galiza e Portugal. Entre os assinantes, o ex-parlamentário José Posada; sociolinguistas como António Gil, Celso Álvarez Cáccamo, Mário Herrero e Xavier Vilhar; empresários como José Ramom Pichel, José Posada Enríquez e Ângelo Cristóvão. Professores catedráticos: Maria do Carmo Henríquez e Maria-José Azurmendi. Pedagogos: José Paz e Ana Mª Nóvoa Gil. Tradutores e terminólogos: Carlos Durão e Manuel Leal. Arquitectos: Olga Albarrán e Heitor Lopes. Jornalistas: J. B. César e Carlos Barros. Editores: Vítor Domingues e Rudesindo Soutelo; filólogos, cientistas, engenheiros, farmacêuticos, estudantes, funcionários, cozinheiros, investigadores, consultores, compositores, biólogos e docentes, todos assinantes do citado requerimento, defenderam em abaixo assinado a proposta destas associações. Na proposta manifestam que "A língua da Galiza, o galego, sob o nome de português, já é língua oficial do Parlamento Europeu" e defendem que os cidadãos galegos podem usá-la, desde já, perante as instituições europeias. Um dos exemplos em que se baseia a defesa desta proposta é representado pelos ex-eurodeputados galegos que, durante as anteriores legislaturas, decidiram usar, oralmente e por escrito, a língua da Galiza nas suas intervenções: os Sres. José Posada e Camilo Nogueira". Como ressaltam AmiZADE e MDL, os Sres. José Posada e Camilo Nogueira (ver:<http://www.empresas.mundo-r.com/31088W0001/language.htm>), que falaram e escreveram habitualmente o português (galego) com sotaque e léxico da Galiza, foram traduzidos com normalidade para as outras línguas pelos funcionários que no Parlamento Europeu realizam traduções da língua portuguesa. Segundo estes colectivos, os intentos do governo espanhol por promover, nas instituições europeias, a existência de um grupo de tradutores e um corpus de textos galegos diferenciados dos existentes em português poderia ser uma tentativa de legalizar no espaço europeu a castelhanização do galego que vêm praticando certas entidades na Galiza durante as últimas décadas. Os organismos europeus que legitimassem o separatismo linguístico do galego, não estariam a reconhecer nenhum novo direito aos cidadãos da Comunidade Autónoma da Galiza -que já podiam endereçar-se às instituições europeias na sua língua-, mas favoreceriam em troca os interesses expansionistas do castelhano em prejuízo da língua da Galiza, e abre o caminho para a desagregação de línguas nacionais faladas em diferentes estados. ". Eis os motivos para que a AAG-P e o MDL fizeram esta recolhida de sinaturas para solicitar formalmente que segundo o documento assinado "as instituições europeias se abstenham de promover a segregação linguística das minorias nacionais, e seja reafirmada a unidade da língua portuguesa, nacional ou oficial na Galiza, Portugal, Brasil, Angola, Cabo Verde, Guiné Bissau, São Tomé e Príncipe, Moçambique e Timor Lorosae". TEXTO ENVIADO À COMISSÃO DE PETIÇÕES DO PARLAMENTO EUROPEU, EM 4 DE NOVEMBRO DE 2005. ACOMPANHAM 200 ASSINATURAS. À COMISSÃO DE PETIÇÕES DO PARLAMENTO EUROPEU Exmos. Senhores: As associações culturais e cidadãos assinantes, tendo conhecimento de uma decisão das instituições europeias em que se admitiu a possibilidade de utilização, de forma oficial e em determinadas circunstâncias, do "galego" como língua diferenciada da conhecida internacionalmente como língua portuguesa, MANIFESTAMOS: 1. A língua da Galiza, ou galego, sob o nome de português, já é língua oficial do Parlamento Europeu, e os cidadãos espanhóis lusófonos que se reconheçam como tais podem usá-la nas instituições europeias. Um claro exemplo é o representado pelos ex-deputados galegos que, durante as anteriores legislaturas, decidiram usar, oralmente e por escrito, a língua da Galiza nas suas intervenções: os Sres. José Posada e Camilo Nogueira (ver: <http://www.empresas.mundo-r.com/31088W0001/language.htm>), que falaram e escreveram habitualmente o português com sotaque e léxico da Galiza, foram traduzidos para as outras línguas pelos funcionários que no Parlamento Europeu realizam traduções da língua portuguesa. Em consequência, os representantes europeus dos estados espanhol e português têm a obriga, por respeito aos seus respetivos cidadãos, de chegar a um acordo sobre os usos do português nas instituições europeias. 2. A pertença da Galiza ao âmbito linguístico lusófono foi reconhecida em documentos internacionais, aquando a realização dos Encontros de Unificação Ortográfica do Rio de Janeiro (1986) e Lisboa (1990), em que a Comissão Galega do Acordo Ortográfico -integrada por entidades não governamentais com capacidade legal para decidirem em questões de ortografia-, foi convidada oficialmente para participar, como observadora, nas citadas reuniões, tendo participado na elaboração dos citados Acordos e aderido aos documentos oficialmente aprovados, junto das delegações dos países de língua oficial portuguesa na altura: Portugal, Brasil, Angola, Cabo Verde, Guiné Bissau, Moçambique e São Tomé. 3. Nenhum organismo científico internacional de prestígio defende a existência de uma "língua galega" divergente da portuguesa. Os mais importantes investigadores do âmbito românico, inclusos os portugueses e brasileiros, fazem parte da corrente linguística que reconhece a unidade estrutural do galego e o português. Um caso parelelo é o do catalão, por vezes denominado "valenciano" em Valência, sem por isso deixar de ser a mesma língua. Neste sentido, as diferenças entre o português da Galiza e o de Portugal ou do Brasil são semelhantes às que podemos observar entre o inglês europeu e o americano; o neerlandês de Flandres e o de Holanda; o alemão da Suíça e o alemão padrão, o que nunca originou o reconhecimento oficial de novas línguas diferenciadas. 4. O artigo IV.10 do projeto da Constituição Europeia, modificado por uma iniciativa do governo espanhol, favorece a consideração parcial da oficialidade do galego como língua diferente da portuguesa, o que representa um atentado contra a unidade desta língua. Implica também um intento de agressão contra os direitos civis e a dignidade dos cidadãos galegos, a cuja língua se aplica um critério que não seria admitido para nenhuma outra língua europeia. 5. Os organismos europeus que adoptaram tal decisão, ao legitimarem o separatismo linguístico do galego, não estão a reconhecer nenhum novo direito aos cidadãos espanhóis da Comunidade Autónoma da Galiza -que já podiam endereçar-se às instituições europeias na sua língua-, mas favorecem os interesses expansionistas do castelhano em prejuízo da lusofonia da Galiza, e abre o caminho para a desagregação de línguas nacionais faladas em diferentes estados. Assim qualquer governo com aspirações nacionalistas poderia promover a divisão do alemão, o italiano, o neerlandês, o francês ou o romeno, línguas que poderiam correr o mesmo risco. 6. Julgamos que as instituições europeias têm, entre as suas missões, a defesa do património cultural dos povos europeus e que, neste sentido, devem considerar todas as línguas sob os mesmos critérios, sem distinção; que deve agir à margem do nacionalismo dos estados (que infelizmente caracterizou a história do século XX); que não deve admitir a discriminação dos cidadãos em função da língua, que deve proteger as minorias linguísticas e nacionais em territórios de outros estados. 7. Consideramos, em definitivo, que o Parlamento Europeu não deve favorecer uma política linguística que promova de uma forma tão visível, tão nítida, os interesses de um estado (o Reino da Espanha) prejudicando os de uma minoria nacional (a Galiza), de um estado vizinho (a República de Portugal) e do conjunto da lusofonia. Por tudo isto, os abaixo-assinantes, no exercício do direito de petição SOLICITAMOS: Que as instituições europeias se abstenham de promover a segregação linguística das minorias nacionais, e seja reafirmada a unidade da língua portuguesa, nacional ou oficial na Galiza, Portugal, Brasil, Angola, Cabo Verde, Guiné Bissau, São Tomé e Príncipe, Moçambique e Timor Lorosae. José Azevedo Coutinho <[email protected]> escreveu: http://www.PetitionOnline.com/AB5555/ --------------------------------- Yahoo! Acesso Grátis: Internet rápida e grátis. Instale o discador agora! --------------------------------- Yahoo! Acesso Grátis: Internet rápida e grátis. Instale o discador agora! --------------------------------- YAHOO! GROUPS LINKS Visit your group "portugal-gen" on the web. To unsubscribe from this group, send an email to: [email protected] Your use of Yahoo! Groups is subject to the Yahoo! Terms of Service. --------------------------------- --------------------------------- Yahoo! Music Unlimited - Access over 1 million songs. Try it free. --------------------------------- Yahoo! Personals Skip the bars and set-ups and start using Yahoo! Personals for free

    12/04/2005 01:29:42
    1. Re: [BRAZIL-BA] NG - CONSELHO: Publicar ou nao publicar?
    2. Eliana Mackley
    3. Cleber éöç÷ ôøøä wrote: >ola a todos, > estava pensado em por numa pagina de internet toda a minha arvore genealogica. gostaria de saber de todos o que vcs acham. quais os pros e contras? quem ja o fez ja teve alguma experiencia desagradavel? > grato > cleber > http://www.geocities.com/ferrerabr/pesquisas > > >--------------------------------- > Yahoo! Music Unlimited - Access over 1 million songs. Try it free. > > >============================== >Search Family and Local Histories for stories about your family and the >areas they lived. Over 85 million names added in the last 12 months. >Learn more: http://www.ancestry.com/s13966/rd.ashx > > > > > Cleber, Eu acho uma otima ideia. Todavia, se voce vai expor nomes de pessoas que ainda estao vivas, seria melhor voce consultar com as pessoas que daquela familia e pedir permissao primeiro, ou pelo menos explicar a natureza desse trabalho, e perguntar se existe alguma reservacao da parte deles. Experiencia desagradavel, nao importa o que voce fizer, elas voce vai ter, porque infelizmente no mundo existe um ou dois individuos que nunca concorda com nada, ou que tira qualquer oportunidade pra executar o negativo. Entao, minha recomendacao e que voce pessa permissao pras pessoas vivas, pelo menos pede permissao das pessoas liders daquelas familias, para que nao haja mal entendimento, entre voce e sua familia, o que se acontecer causa problema pro progresso do seu trabalho. No caso de alguem nao te der permissao, voce pode botar uma anotacao naquele galho da sua arvore que pra alguem pegar informacao daquela pessoa, ela precisa de comunicar direto com voce, etc. Na minha opiniao, eu acho uma ideia excelente, e assim todo mundo fizesse isso, faria nosso trabalho muito mais facil. Se voce quiser tambem, voce pode enviar sua informacao para www.familysearch.org and eles botam pra voce de graca no database deles e assim voce nao precisa de pagar, e fica disponivel pro mundo inteiro, e nesse caso se alguem quiser quebrar galho (reclamar) sobre isso, quebram o galho com eles. Abracos

    11/30/2005 04:54:10